dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     20/01/2022            
 
 
    

Questões de responsabilidade ambiental das empresas ligadas ao agronegócio brasileiro têm sido pauta nos últimos meses nas rodas de discussões da imprensa e mercado em geral. A cadeia produtiva da carne e toda a sociedade têm acompanhado a preocupação dos frigoríficos em certificar os seus fornecedores evitando colaborar com a pecuária que desmata ilegalmente e coloca em dúvida a qualidade do produto que está sendo adquirido pelo consumidor final.

Mas não podemos deixar de falar de outro fator que interfere diretamente na qualidade da carne: o bem-estar animal. O manejo pré-abate é tão importante quanto as técnicas de inseminação, criação e abate dos bovinos, já que falamos em uma matemática simples - a forma como o animal é tratado é diretamente proporcional à qualidade da carne que ele irá produzir. Conforme estudos já bem aceitos, sabe-se que aproximadamente 50% das lesões de carcaça detectadas nos frigoríficos são originadas na fase de produção e de transporte.

"O manejo pré-abate é
 tão importante quanto
 técnicas de insemina-
 ção, criação e abate"


 Carlos Lourenço Jorge,
 da Coimma

Muitas propriedades e frigoríficos já se atentaram a isso e estão investindo em capacitação e profissionalização dos vaqueiros e outros manejadores, além de implantar técnicas e equipamentos que contribuam com o bem-estar - não só dos animais, como de todos os envolvidos nos processos produtivos das propriedades. Além disso, o bem-estar animal se tornou uma exigência crescente e irreversível no mercado internacional e os próprios consumidores estão mais atentos aos processos utilizados na produção da carne e dos alimentos em geral.

Entretanto, é preciso aceitar o fato de que os procedimentos de marcação, castração, vacinação, medicação, inseminação artificial e tantos outros, têm que ser feitos, já que são práticas usuais e indispensáveis na pecuária de corte. E não existe outra forma de executá-los sem fazer a contenção ou imobilização do animal. O sistema de pecuária predominante no Brasil é o extensivo, de criação a pasto em grandes extensões, onde quase sempre os animais são ariscos, com pouco contato com as pessoas. Infelizmente muitos pecuaristas ainda trabalham com métodos antigos e brutais para contenção bovina, utilizando peão e corda, ou seja, laçando, derrubando e amarrando o animal para imobilizá-lo, com risco total de feridas, fraturas e outras lesões graves, sem contar os riscos que os vaqueiros correm, de uma chifrada ou de um coice, que podem inutilizar a pessoa pelo resto da vida.

Apesar deste tipo de manejo ainda persistir em algumas propriedades, hoje, o conceito de contenção técnica é melhor aceito. O animal é imobilizado pelo Tronco de Contenção de forma segura e os peões podem realizar as práticas necessárias da rotina pecuária, evitando assim, acidentes para o vaqueiro e para o próprio animal. Nesse sistema, há uma redução de praticamente a zero no risco de lesões no animal. Ele entra caminhando no Tronco e sai da mesma forma. Todos ganham – o produtor, o vaqueiro e o animal.

O uso do Tronco de Contenção industrial constitui parte importante do que se chama hoje de manejo racional, que busca reduzir ao mínimo o stress do animal, com tratamento mais humanizado e com respeito às normas internacionais de ética e bem-estar animal. O resultado final trará menores perdas, melhor qualidade de carcaça e maior valor agregado ao produto, além de consumidores satisfeitos no final da cadeia.

Criar nos produtores a preocupação com o bem-estar animal e o manejo adequado é tão importante quanto solidificar a rastreabilidade da carne. Afinal, falamos em qualidade e respeito ao homem, ao animal e ao consumidor. E não é difícil tornar os procedimentos de manejo mais eficientes. A contenção no Tronco traz vantagens evidentes, como a redução do stress, já que todos os procedimentos são feitos de uma só vez, incluindo a opção de pesagem eletrônica, leitura e inserção de dados em programas de gerenciamento pecuário.

Já existem muitas recomendações técnicas orientadas ao manejo racional, e originadas da aplicação da etologia bovina, que é a ciência que estuda o comportamento dos bovinos. Por exemplo, tem se tornado cada vez mais comum o curral circular, porque a visão dos bovinos não é bem adaptada para enxergar bem os cantos. Para uma rês, cantos parecem saídas e isso leva a amontoamentos, agitação desnecessária e stress.

Outra técnica que lentamente vai se difundindo, é o manejo sem gritos, agressões e excesso de ruído. Por exemplo, um tronco de contenção construído predominantemente com madeira, e com aço apenas nas partes indispensáveis, como nos comandos, guilhotinas, alavancas etc, provoca menos ruído do que os troncos e bretes produzidos inteiramente em chapa, extremamente ruidosos quando em uso. Sabe-se que o animal tratado com calma, tende a ser calmo.

É evidente que estamos falando de técnicas a serem implantadas progressivamente, isso implica em adaptações de instalações, capacitação de equipe e sobretudo, de mudança de mentalidade. É um processo gradual.

O Brasil possui um amplo leque de opções para o produtor que deseja implantar em sua propriedade, técnicas de manejo adequado. O importante é que os diversos elos da cadeia produtiva da carne incentivem os pecuaristas para atitudes em prol do bem-estar animal. Será e já está sendo um important

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Manejo - Artigos já Publicados

Guilherme Alves Pires Ferreira - AgroPlan UFV
Expansão da área cultivada com cana-de-açúcar na região do Triangulo Mineiro
26/07/2012

Leonardo Volpato - AgroPlan/UFV
Boas práticas de manejo aumentam a qualidade do café
28/06/2012

Beckhauser
A importância do manejo e da contenção para sucesso reprodutivo
01/03/2012

Beckhauser
É hora de planejar a alimentação do gado na seca
29/11/2011

AgroPlan-UFV
Manejo integrado de plantas daninhas em lavoura de café
27/10/2011

AgroPlan-UFV
Integração Lavoura - Pecuária e Floresta protege o meio ambiente e diversifica a produção
29/09/2011

Beckhauser Troncos e Balanças
“Abate humanitário”: exigência que virá do consumidor
06/09/2011

AgroPlan-UFV
Utilização de milho safrinha após geada, para silagem
04/08/2011

Beckhauser Troncos e Balanças
Escolha a agulha certa
02/06/2011

Toledo do Brasil
Balança de caminhão reduz custos logísticos
10/05/2011

AgroPlan-UFV
Colheita de sementes de brachiaria por varredura
05/05/2011

Beckhauser Troncos e Balanças
Ganhando peso na desmama
26/04/2011

Beckhauser Troncos e Balanças
Transporte racional
17/03/2011

Beckhauser
Castração depende do manejo
22/02/2011

Coimma Balanças e Troncos de Contenção
Automação do manejo: caminho sem volta
13/01/2011

Beckhauser Troncos e Balanças
Identificação bem feita
28/12/2010

Beckhauser Troncos e Balanças
Reatividade na seleção do rebanho: comportamento influencia produtividade e qualidade da carne
26/11/2010

Toledo do Brasil
Gerenciador de pesagem é a bola da vez
11/11/2010

Beckhauser
Manejo correto começa cedo
21/10/2010

Beckhauser Troncos e Balanças
Tecnologia garante rentabilidade ao negócio
22/09/2010

Bayer CropScience
Manejo de poda na cultura do café
09/09/2010

Beckhauser
Bem-estar no bolso
03/08/2010

CRV Lagoa
Marcadores genéticos, seleção genômica e outras tecnologias
06/07/2010

Beckhauser
Condução do rebanho
01/07/2010

Beckhauser
Para o gado não perder peso no curral
24/05/2010

CRV Lagoa
Estratégias para aumentar o número de vacas prenhas na fazenda
29/04/2010

Toledo do Brasil
Dica: bê-a-bá da balança rodoviária
22/04/2010

CRV Lagoa
É preciso estar sempre de olho nos índices zootécnicos
31/03/2010

Beckhauser Troncos e Balanças
Em dia com a balança
26/03/2010

Toledo do Brasil
Balança portátil realiza análise de produtividade
17/03/2010

Beckhauser
Dicas de manejo com bezerros
09/03/2010

CRV Lagoa
Melhoramento Genético para aumento de proteína no leite
27/02/2010

Toledo do Brasil
Sistema automatiza a pesagem de big bags
06/02/2010

Beckhauser Troncos e Balanças
Local de fixação do brinco pode agilizar a identificação do animal
01/02/2010

CRV Lagoa
Manejo reprodutivo de primíparas
20/01/2010

Beckhauser
Controle remoto no curral
12/01/2010

Beckhauser Troncos e Balanças
Tronco de contenção reduz acidentes no manejo de bezerros
22/12/2009

Beckhauser Troncos e Balanças
Eficácia da vacinação depende de manejo adequado
29/10/2009

Toledo do Brasil
Nova geração de balanças proporciona rastreabilidade
29/10/2009

CRV Lagoa
Análise de DNA permite grande salto no melhoramento genético de bovinos leiteiros
21/10/2009

Embrapa
Gerenciamento de resíduos de laboratório e de campos experimentais da Embrapa Pecuária Sudeste
01/09/2009

Conteúdos Relacionados à: Pecuária
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada