dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     09/08/2022            
 
 
    

Autoridades do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês) sinalizaram que a entrada no país da carne suína in natura produzida em Santa Catarina deverá ser aprovada até o dia 30 de novembro de 2010. A posição do governo norte-americano foi apresentada na 4ª Reunião do Comitê Consultivo Agrícola (CCA) Brasil - Estados Unidos aos representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que estão em Washington, nesta segunda, 18 de outubro, e terça-feira, 19.

De acordo com o secretário de Relações Internacionais do Mapa, Célio Porto, que chefiou a delegação brasileira, o processo de abertura está em fase de conclusão e a próxima etapa seria a vinda de técnicos norte-americanos para inspecionar frigoríficos catarinenses. Na opinião de Porto, a habilitação por parte de um mercado exigente, como o dos Estados Unidos deverá abrir portas para a carne brasileira. “O exportador brasileiro anseia por essa aprovação, pois se trata de um país criterioso e isso significa, perante outros mercados, o reconhecimento da qualidade do produto nacional”, afirma.

O secretário informou, ainda, que as autoridades sanitárias dos Estados Unidos prometeram finalizar documento com a análise de risco para a carne bovina in natura até 31 de janeiro de 2011. O governo norte-americano, por sua vez, pediu a abertura do mercado brasileiro para subprodutos de suínos e bovinos. “Há interesse de empresas brasileiras em importar peles e aparas de suínos, além de material genético e outros produtos de origem bovina”, completa.

Os representantes de governo também aproveitaram a reunião do CCA para discutir proposta de cooperação, com treinamento de técnicos brasileiros na área de defesa agropecuária por profissionais do Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal dos Estados Unidos (Aphis, sigla em inglês). Está agendada  para o final de novembro a vinda de técnico do órgão para ministrar curso sobre análise de risco de pragas.

O Comitê é um fórum de governo e uma circunstância para a revisão da agenda bilateral do agronegócio, tratando de áreas específicas, como acesso a mercados, pesquisa agrícola, cooperação técnica e elaboração de normas. O Brasil mantém CCAs com Canadá, Estados Unidos, Chile, China e Coreia do Sul, Indonésia e Rússia. (Leilane Alves)

 

      

 

 

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Suinocultura
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada